Soraia Veltri

Os Passos da Esperança

Textos

O DESRESPEITO CONTINUA, APESAR DAS LEIS... NO PAíS DA IMPUNIDADE
       É   vergonhoso ainda  constatar, no dia a dia, o  DESRESPEITO de alguns MOTORISTAS em  relação  aos passageiros idosos, incluindo os PNES, que param fora do ponto, cortam caminho , desviam-se do seu percurso e, até colocam em risco os PNES, quando com o veículo em movimento, exigem  que  os mesmos  se  desloquem até a roleta para roda-la, dizendo ser esta a regra, embora outros motoristas da mesma empresa tenham   outro   tipo   de postura,   permitem a entrada pela frente do veículo, utilizando-se  do recurso   câmera,   para mostrar o cartão Rio card e pedem ao trocador que rodem a roleta, facilitando o uso do transporte. Então, me pergunto: - Como profissionais de uma mesma empresa podem ter comportamentos tão diferentes, diante de uma mesma situação? Afinal, qual é a REGRA? O que tem a dizer os PROFISSIONAIS DE RH, responsáveis pelo processo de recrutamento, seleção e treinamento destes candidatos, que futuramente poderão pertencer efetivamente, ao quadro de funcionários da empresa?
    O que fazer diante do ABUSO e do DESRESPEITO? PUNIR ou NÃO PUNIR? RECLAMAR OU TRANSFORMAR A RECLAMAÇÃO EM SUGESTÃO?
Assim, fica mais suave e talvez possamos não correr risco de VIDA...
    Afinal,   mesmo   como   passageira    eventual, diante de uma RECLAMAÇÃO OU SUGESTÃO, em caráter construtivo posso, quem sabe, até correr risco de vida, diante da necessidade de me identificar e da futura e possível   notificação   do   motorista,  que receberá no mínimo uma advertência, justa e muito merecida, dependendo do caso.
     Alguém já parou para pensar que o motorista faz sempre o mesmo trajeto, muitas vezes sabe o nosso percurso, isto é, onde pegamos e descemos do ônibus.
     DEVEMOS LUTAR E NÃO PERMITIR OS ABUSOS CONTRA O SER HUMANO e que NOSSOS DIREITOS, enquanto PNES, como por exemplo o   DIREITO   DE   IR E   VIR não sejam vetados, mas mesmo diante de todos os recursos existentes, constatamos que o SISTEMA É FALHO, e
NADA GARANTE A NOSSA VIDA!
     É claro, que existem exceções!  Nem todos os motoristas agem assim... de forma INSENSÍVEL, descontando, quem sabe, no passageiro toda a sua INSATISFAÇÃO PESSOAL E PROFISSIONAL! Ainda bem... Nem tudo está perdido!
     Então, fica a minha sugestão:
PROPONHO QUE AS EMPRESAS DE TRANSPORTE, ATRAVÉS DE UM SETOR DE RH MAIS ATUANTE, PRINCIPALMENTE PARA A EMPRESA VIAÇÃO VERA CRUZ, LINHA 561 ( CAXIAS- FREGUESIA ) OFEREÇAM TREINAMENTO E CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PARA QUE OS MOTORISTAS POSSAM LIDAR MELHOR COM AS SITUAÇÕES DO COTIDIANO, NO QUE SE REFERE AOS PNES, QUE ASSIM COMO TODOS OS PASSAGEIROS MERECEM MUITOOOOOOO RESPEITO.
     NÃO BASTA EDUCAR, TAMBÉM É PRECISO FISCALIZAR... SABER SE AQUILO  QUE   FOI   ENSINADO E   POSSIVELMENTE APRENDIDO ESTÁ SENDO EXECUTADO. SENÃO, ESTAREMOS CONTRIBUINDO PARA QUE A
IMPUNIDADE  E   A    VIOLAÇÀO    DOS   DIREITOS    HUMANOS,   SE ESTABELEÇAM ENQUANTO VERDADES, PROMOVENDO A INVERSÃO DE
VALORES E A MANUTENÇÃO DE UMA SOCIEDADE CADA VEZ MAIS INJUSTA, HIPÓCRITA E PRECONCEITUOSA!
    ESTAREMOS, NÓS, PROFISSIONAIS DE RH, CONTRIBUINDO PARA A REPETIÇÃO   DESTA    MESMA    HISTÓRIA    OU COMO AGENTES DE TRANSFORMAÇÃO,   COMPROMISSADOS    COM   A MUDANÇA DESTA REALIDADE CRUEL E DOENTIA?
    
  
Soraia Veltri
Enviado por Soraia Veltri em 12/07/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras